EZ Commerce: Saiba o destino desta aquisição da Linx

2 de ABR, 2020 por Pablo Ribeiro

Neste artigo, você poderá conferir todos os detalhes sobre a aquisição da EZ Commerce pela Linx, o que isso representou para o mercado de e-commerce e o que se sucedeu.

Em junho de 2018, a Linx adquiriu a DCG (Digital Commerce Group), empresa especializada em plataformas de e-commerce e detentora da marca EZ Commerce. O valor da transação chegou a aproximadamente  R$ 67 milhões, sendo pagos R$ 49 milhões à vista e os outros R$ 18 milhões conforme o cumprimento das metas de faturamento entre 2018 e 2020.

Para você ter uma ideia! Na época em que a DCG foi comprada, ela atendia cerca de 700 lojas virtuais e era esperado um faturamento bruto de R$ 18 milhões para aquele ano (2018). O carro-chefe da companhia era a plataforma EZ Commerce, responsável por 70% da receita da DCG. O objetivo da Linx ao adquirir a empresa em questão foi ampliar o seu portfólio de soluções on-line e contribuir ainda mais para o desenvolvimento digital dos varejistas brasileiros.

Você pode estar se perguntando neste exato momento quem é a Linx e a EZ Commerce. A seguir, falaremos um pouco sobre cada uma delas.

Linx

A Linx é uma empresa brasileira líder em software de gestão para o comércio eletrônico (ERP e POS), com 42,2% de market share do mercado varejista. Seu serviço é pautado no que os lojistas procuram numa plataforma de e-commerce: fidelizar os seus consumidores e atingir resultados tangíveis e significativos.

Ela foi a primeira empresa brasileira de software com capital aberto na NYSE (Bolsa de Valores de Nova Iorque). Atualmente, possui mais de 3,5 mil colaboradores, conta com 16 escritórios no Brasil e está presente em 5 países da América. A missão da Linx é tornar o varejo rentável, competitivo e sustentável através da tecnologia.

Nos últimos anos a empresa vem movimentando-se firmemente para negócios relacionados ao e-commerce. De 2008 até 2018 – ano em que a Linx comprou a DCG -, ela havia feito  28 aquisições de softwares especialistas em varejo de roupas, farmácias, entre outros.

EZ Commerce: A principal plataforma da DCG

A Digital Commerce Group (DCG) foi fundada em 2006, na cidade de Porto Alegre. Rapidamente tornou-se um dos maiores grupos de soluções digitais do país, com atuação em três capitais: Porto Alegre, São Paulo e Santa Catarina.

A companhia era a detentora da plataforma EZ Commerce, como mencionamos anteriormente, solução que utiliza a tecnologia SaaS – ou seja, Software as Service. Este formato possibilita que nenhum software tenha que ser instalado para criar ou administrar uma loja virtual. Ela fica hospedada na plataforma podendo ser acessada em qualquer dispositivo, bastando estar conectado à internet. É válido dizer que sua segurança é garantida.

Detalhes da transação entre a Linx e a DCG

A DCG era uma das líderes em plataforma de e-commerce no Brasil e desenvolvia, principalmente, soluções tecnológicas no formato SaaS, viabilizando a venda digital e a conexão com os marketplaces. A empresa, na época, tinha 12 anos de experiência no mercado, movimentava R$ 1,5 bilhão através dos seus produtos e contava com equipe técnica e de negócios especializadas em fornecer aos clientes total suporte em todos os pontos de concretização de um e-commerce.

Além da EZ Commerce, que é uma plataforma voltada para lojas de pequeno e médio portes, a Linx adquiriu, nesta transação, a plataforma Core, ideal para grandes operações, e a Octopus, específica para a integração com marketplaces.

A aquisição se deu mediante às estratégias da Linx, sendo um passo importante para reforçar os seus planos em relação às ofertas de e-commerce. A companhia percebeu que através desta transação, seria possível aprimorar as suas soluções em Omnichannel e a sua conexão com os marketplaces. Trazendo, portanto, um crescimento ainda maior para a empresa.

Como consequência, a Linx aprimorou as suas soluções para o comércio eletrônico, melhorando a performance dos varejistas por meio da personalização, do reengajamento e da publicidade. Contribuindo, assim, para a transformação digital dos seus clientes.

E, atualmente, como anda a EZ Commerce?

Segundo informações recentes da própria Linx, a plataforma EZ Commerce será descontinuada. Como consequência, os clientes que utilizam esta plataforma precisarão migrar para a Core Commerce, que também foi adquirida pela Linx durante a transação com a DCG, como falamos acima. A plataforma Core Commerce veio, principalmente, com a proposta de atender às demandas dos consumidores do futuro, e, por sinal, um futuro bem próximo. Dentre as ferramentas que ela apresenta, destacam-se:

  • Inúmeras possibilidades nativas, como multisite, catálogo, aparência, CMS, marketing, OMS, analytics, shopping e cloud;
  • Tecnologia “Click to Channel”, onde todos os pontos são integrados em uma única plataforma, permitindo a criação de layouts responsivos para qualquer dispositivo e o desenvolvimento de cenários distintos para cada negócio;
  • Excelente para lojas B2C, B2B e Atacarejo, pois através da sua estrutura modular e da solução SaaS, é possível customizar desde preços até vitrines;
  • O Omni-Channel Retail, presente na plataforma, possibilita a integração dos canais físicos e digitais, elevando, portanto, a experiência dos consumidores;
  • E, por fim, o Easy Checkout permite que o site ofereça mais usabilidade ao usuário, facilitando a finalização da compra. 

Achou interessante as funcionalidades da Linx? Ou, já utiliza os seus serviços e percebeu que precisará passar por uma migração de plataforma devido ao fim da EZ Commerce? Entre em contato conosco! Nossa equipe é especialista em implantação de lojas virtuais e de processo de migração, além, de entender tudo sobre a Linx Commerce. Vamos juntos levar o seu e-commerce em um próximo nível!

Divulgue esse Artigo

Deixe sua resposta