Loja de roupas femininas: Que tal levar a sua para o mercado digital?

27 de MAIO, 2020 por Pablo Ribeiro

Os avanços tecnológicos que acompanham o mundo contemporâneo trouxeram mudanças significativas nos hábitos e comportamentos dos indivíduos. A presença do digital, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional, está cada vez maior. O processo de globalização se tornou muito mais efetivo com este progresso e, consequentemente, as influências culturais de outros países também aumentaram. Mas, acima de tudo, os consumidores não são mais os mesmos, a maneira de comprar também está diferente, principalmente, devido à expansão do comércio eletrônico.

Podemos perceber que ocorreram inúmeras transformações ao longo dos anos e, agora, estamos vivenciando mais uma a partir dos efeitos causados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Você sabe, melhor do que ninguém, que lojas físicas com portas fechadas é sinônimo de vendas cessadas e muito prejuízo. Os empreendedores que já atuavam no meio físico e virtual simultaneamente também foram lesados devido ao boom que a economia sofreu, mas continuaram tendo a possibilidade de vender através do e-commerce, que, por sinal, vem crescendo mesmo durante a crise.

A realidade é que se antes era importantíssimo para um negócio estar no digital a fim de se destacar, agora, passou a ser questão de sobrevivência. Estamos num cenário em que as passarelas passaram a ser a web, as araras das lojas deram total lugar às fotografias das roupas e o provador se tornou a tabela de medidas e a descrição do produto. Isso tudo porque, temporariamente, o isolamento social se fez necessário para tentar minimizar a disseminação do vírus. E a única opção de compra para os recursos que não são essenciais é através do comércio eletrônico.
Este artigo consiste num manual prático e contém diversas dicas incríveis para que você, lojista, se prepare e leve a sua loja de roupas femininas para o mercado digital. Acompanhe a leitura!

Tem loja de roupas femininas? Então, que tal levá-la para o digital?

Estrutura da loja virtual

Antes de implantar a sua loja virtual de roupas femininas, você precisa entender que tudo deve partir do planejamento e das estratégias traçadas previamente pela sua empresa. Primeiramente, é necessário definir o valor que você poderá reservar para este investimento. Em segundo lugar, nada melhor do que escolher uma agência especializada em performance digital de e-commerces para dar andamento ao projeto e facilitar todo o processo. Se você deseja evitar eventuais problemas e prejuízos futuros, tenha o parceiro certo por perto. 

O próximo passo é selecionar o tipo de plataforma que você implantará a sua loja. Hoje, no mercado, existem plataformas Open Source – código aberto -, Proprietária, SaaS – Software as a Service – e Própria. Basta saber qual se adequará à sua necessidade, informação que a sua agência parceira poderá fornecer. Outro ponto importante se refere à criação do layout, apesar dela também ser realizada pela agência, todo o conceito parte da marca, da sua identidade visual, do que a empresa quer comunicar e, claro, da sua persona.

Experiência do Usuário

Um fator essencial para que o seu negócio se destaque da concorrência é a Experiência do Usuário (UX), tanto no meio físico quanto no digital. Mas, aqui, vamos nos ater especificamente ao on-line. O seu site precisa proporcionar usabilidade, ou seja, facilidade no decorrer da “utilização” do e-commerce, e navegabilidade, conferindo à loja virtual simplicidade durante a sua navegação como um todo. Você precisa ter em mente que o acesso às páginas do e-commerce precisam ser intuitivas e as etapas até a finalização da compra também necessitam ser sucintas. Desta forma, além de garantir uma boa experiência também possibilitará compras por impulso.

Porém, é válido dizer que a Experiência do Usuário vai muito além da usabilidade e navegabilidade da loja virtual. Ela passa pela eficiência do atendimento, da logística, o cuidado com a preparação do produto antes do envio e até mesmo a qualidade dele, ou seja, se ele corresponde às expectativas do consumidor ou não. Todos estes fatores fazem total diferença e é a principal maneira de se destacar da concorrência, que já é bem grande no segmento de moda feminina. Saiba que garantir uma boa experiência é essencial para fidelizar o cliente.

O que a sua plataforma deve ter?

A escolha da plataforma ideal está diretamente relacionada à possibilidade de você gerar melhor usabilidade e navegabilidade na sua loja virtual de roupas femininas. A plataforma VTEX, por exemplo, é SaaS e opera em nuvem, podendo ser acessada em qualquer lugar. Ela é bastante robusta, apresenta inúmeras funcionalidades que atendem às demandas do mercado e conta com constantes aprimoramentos. 

Dentre as suas principais características e funcionalidades, destacam-se:

  • Alta capacidade de customização;
  • Possibilidade de realizar promoções dinâmicas, como por exemplo, “Com mais X reais, tenha frete grátis”;
  • Conta com Smartcheckout™ e One Click Buy, a fim de agilizar e simplificar a finalização da compra;
  • Viabilidade para fazer Cross Selling, sugerindo produtos que combinam com o item escolhido pela consumidora;
  • Possibilidade de operar em Omnichannel, ou seja, dar a opção de comprar no e-commerce e de retirar nas lojas físicas. Apesar de não ser possível no atual momento, é uma estratégia promissora e agrega muito no que diz respeito à Experiência do Usuário;
  • Presença da prateleira Infinita, ou seja, estoque da loja física integrado com o da virtual;
  • Apresenta a funcionalidade VTEX Tracking, que propicia ao cliente saber o status do seu pedido em tempo real através da mídia escolhida, como e-mail, SMS e WhatsApp;
  • Com a VTEX Log é possível escolher a melhor transportadora para o envio dos produtos, tendo como parâmetros o valor e a performance de entrega;
  • A partir do VTEX Selling, os vendedores da loja física que não estão podendo trabalhar devido à pandemia, podem montar um carrinho personalizado para as suas clientes e enviá-lo por WhatsApp;
  • Permite a integração com marketplaces;
  • Possui excelente escalabilidade, não apresentando instabilidades durante os picos de acesso;
  • Possibilidade de criar Lista de Desejo;
  • E oportunidade de desenvolver uma lacuna no checkout para a cliente inserir o código do vendedor que o auxiliou de alguma maneira, em troca de um benefício, como desconto e frete grátis.

Se atente ao estoque

O controle de estoque é de suma importância para a saúde de uma loja, tanto virtual quanto física. Fazer a integração do estoque da loja física e do e-commerce e mantê-lo sempre atualizado abastecido e organizado é essencial. Além disso, você sempre precisa ter a ciência de  quais produtos vendem mais e aqueles que costumam “encalhar”. Desta maneira, você conseguirá criar estratégias assertivas para que as roupas com menos interesse também sejam vendidas.

Aposte no Marketing Digital

Saiba que sem boas estratégias de marketing, a probabilidade do seu negócio minguar é muito grande. É importante ressaltar que este cuidado não é uma particularidade da loja virtual, da física também. Antes de traçar qualquer tática, é imprescindível que você tenha definido quem é a persona da sua marca. Se antes estabelecer qual era o seu público-alvo já era suficiente, agora, é necessário ir além. 

A persona é mais específica que o público-alvo, ela se prende aos detalhes descrevendo o emocional, o comportamento, o poder aquisitivo, a idade etc. É, basicamente, uma personagem, um perfil fictício estipulado como um cliente ideal para a sua marca. A partir daí, é possível saber a entonação e a linguagem que serão utilizadas nas campanhas, desde o conteúdo até o layout. Sem dúvidas, a persona é um excelente guia para o marketing digital. Ah! É válido mencionar que uma marca pode ter mais de uma persona.

Voltando ao marketing digital, ele se tornou importantíssimo para que uma marca seja promovida e tenha visibilidade no mundo contemporâneo, pois utiliza como ferramenta as mídias digitais. E nem preciso dizer que grande parte das pessoas tem acesso à internet e consome bastante tempo navegando na web atualmente. Além disso, ela é totalmente mensurável, apresenta fácil segmentação e é menos custosa que os meios tradicionais, como televisão e rádio.

Não se engane ao pensar que o marketing digital se resume em divulgar a marca no Facebook e Instagram. Ele perpassa por: estratégias de SEO (traduzido para o português, Otimização para Mecanismos de Busca), cujo principal objetivo é possibilitar uma boa indexação da marca nos motores de busca, principalmente no Google, garantindo tráfego e autoridade para o site; Inbound Marketing com a finalidade de atrair, converter e encantar os clientes; Marketing de Conteúdo que utiliza conteúdos de qualidade para se aproximar do consumidor e, acima de tudo, conquistá-lo; além, é claro, do gerenciamento de redes sociais. Ou seja, o marketing digital utiliza os sites, as mídias sociais, os blogs, os motores de busca, os e-mails etc como canais.

Mais do que roupas, você deve vender um conceito

Inúmeras lojas virtuais do setor de roupas femininas estão realizando descontos agressivos, oferecendo a possibilidade de dividir as compras num número maior de parcelas e disponibilizando frete grátis, para tentar atrair as consumidoras e se manter em tempos de pandemia. Mas, estes tipos de ações devem ser feitas com cautela e planejamento, a fim de que você não tenha prejuízos.

Agora é um excelente momento para trabalhar o seu branding e realizar uma comunicação mais empática e totalmente humanizada. O branding, nada mais é, que a gestão da marca, ele é pautado em seu posicionamento, propósitos e valores. Sua principal finalidade é fazer com que a marca obtenha maior relevância e seja desejada pelos consumidores. Quer um grande exemplo de marca que soube desenvolver muito bem o seu branding? A Apple. Claro que a sua tecnologia é de ponta, mas quantas vezes não vemos alguns consumidores comprarem um iPhone por puro status? Várias, não é mesmo? Tenha em mente que você não deve vender apenas roupas, e sim, um conceito, um estilo de vida.

Uma grande oportunidade, no momento, é oferecer algumas dicas sobre como as pessoas podem enfrentar o isolamento social com mais leveza. Mostrar que a sua marca se preocupa com as suas clientes e que ela está junto delas neste período é uma grande maneira de humanizar a sua comunicação. Lembre-se que você está falando com pessoas antes de tudo.

Deseja saber um pouco mais sobre o comércio eletrônico ou quer implantar a sua loja virtual de roupas femininas? Entre em contato conosco! O M3 Squad é formado por especialistas em performance digital e implantação de e-commerces e, juntos, podemos fazer o seu negócio crescer ainda mais! Vamos juntos!

Divulgue esse Artigo

Deixe sua resposta