Mobile commerce: Por que você deve investir?

18 de JUN, 2020 por Pablo Ribeiro

Impossível começar este artigo sem citar o conceito-chave: Experiência do Usuário (UX). Mas você pode estar se questionando: Por que é importante saber sobre isso, se o assunto principal é mobile commerce? Simplesmente, porque ambos estão diretamente ligados. A UX é uma consequência do mobile commerce. Neste artigo, você entenderá a importância da sua loja virtual ser compatível aos dispositivos móveis e a sua principal relação com a Experiência do Usuário e o crescimento do seu e-commerce.

O que é mobile commerce
O que é mobile commerce?

Para que você compreenda o significado do termo mobile commerce, é necessário entender os sentidos de cada vocábulo separadamente. A palavra mobile, em português, significa móvel, enquanto e-commerce quer dizer comércio eletrônico. Portanto, mobile commerce se refere às transações realizadas no varejo digital através de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Além desta denominação, ele também pode ser designado m-commerce.

Atualmente, grande parte das brasileiros possui smartphone e o tem como um companheiro inseparável, temos quase uma nova versão de Dom Quixote e Sancho Pança. As pessoas não saem mais de casa sem este dispositivo, além, é claro, de utilizá-lo em inúmeras tarefas do cotidiano. A última função de um smartphone, hoje, é fazer ligações. Antes de tudo ele é ferramenta de trabalho, de estudo, de relacionamentos e, também, de compra.

Tráfego no mobile commerce

É válido ressaltar que, atualmente, o tráfego dos e-commerces advém, principalmente, dos dispositivos móveis. Inclusive, a taxa de conversão no mobile já é maior se compararmos com a do desktop, chegando a 63%. Segundo uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil, divulgada em julho de 2018, 74% dos brasileiros usam o smartphone em pelo menos uma das etapas da jornada de compra. Além disso, ter um site responsivo, ou seja, que se adapte às mais variadas telas e dispositivos, é visto com uma boa prática pelo Google (motor de busca mais utilizado pelos usuários), sendo, portanto, um dos parâmetros que influencia na hora da indexação e do ranqueamento da loja durante uma busca. Afinal, o Google tem por objetivo oferecer uma experiência cada vez melhor ao usuário.

A importância da sua loja se adequar ao mobile

Navegar em um site pelo smartphone, que não se adapta ao mobile, é exaustivo e tende a ocasionar desistências por parte dos consumidores. O carregamento é lento, algumas funções ficam comprometidas, além da visualização como um todo não se encaixar na pequena tela do celular, justamente, por ter sido projetada apenas para desktops. E se a Experiência do Usuário prega uma jornada de compra rápida e intuitiva, a sua loja está deixando de proporcionar uma boa experiência aos clientes.

Os dados nunca mentem. Se atente ao número que mencionaremos a seguir: no varejo digital, a cada 1 segundo de demora no carregamento de uma página, 20% das conversões mobile podem ser afetadas. E eu tenho certeza que você não quer pagar para ver, não é mesmo? Pois bem! Mais uma vez temos a constatação da importância de oferecer navegabilidade. Tenha em mente que tudo na sua loja deve estar propício para que os consumidores decidam finalizar as compras. Qualquer obstáculo pode fazê-lo desistir.

É fundamental que você não deixe nenhuma oportunidade escapar. Ao contar com uma loja que também seja voltada para o mobile, você tem a chance de aproveitar que o consumidor atraído – através de um anúncio ou de alguma publicação nas redes sociais, durante a navegação no smartphone -, seja conduzido a um caminho breve e fácil, e finalize a compra por ali mesmo. 

Hoje, não basta, apenas, anunciar os seus produtos e vender. É necessário criar relacionamento com os consumidores e proporcionar satisfação ao comprar no seu e-commerce. Desta maneira, você fidelizará os clientes e propiciará recompra. Pense como o seu consumidor se sente enquanto navega em sua loja. A partir desta reflexão, você conseguirá identificar o que está te impedindo de gerar uma boa experiência. E a ausência do site responsivo pode ser uma delas.

Layout responsivo X Mobile friendly

Apesar dos resultados serem semelhantes e de ambos proporcionarem usabilidade e navegabilidade à loja virtual, na prática, layout responsivo e mobile friendly apresentam algumas diferenças. Para começar, é necessário entender que o layout responsivo conta com adaptação no código de programação, a fim de que eles se adaptem em qualquer versão de tela. Neste caso, temos o ajuste daquilo que já é disponibilizado no site original.

Já o mobile friendly, diz respeito ao site que foi desenvolvido originalmente para os dispositivos móveis. Portanto, ele não se trata de uma adaptação, e sim, de uma criação específica e totalmente voltada para a UX no mobile. Aqui estamos falando de um novo site, logo, ele é alocado num subdomínio, para que os usuários sejam redirecionados imediatamente para a versão mobile friendly assim que acessarem por um dispositivo móvel.

Dentre a sua principal diferença, podemos citar o carregamento das páginas do site que acaba sendo mais rápido na opção mobile friendly. Em contrapartida, o custo para o seu investimento também é maior.

Tendências do mercado digital e a sua relação com o m-commerce

Você, mais do que ninguém, sabe o tanto que é necessário fazer para atrair os consumidores até o seu e-commerce e levá-los a preferirem comprar na sua loja, no lugar do concorrente. A tarefa, sem sombra de dúvidas, não é simples. Por isso, é fundamental entender quem é o seu público, como ele se comporta e atender às tendências do mercado.

O consumidor de hoje é, sobretudo, omnichannel. Ou seja, ele transita pela sua loja nos mais variados canais disponíveis (físico e digital) até finalizar uma compra. Quantas vezes não percebemos as pessoas experimentarem ou verem um produto na loja física e comprarem no e-commerce. Se você conta com loja física e virtual, não deixe de oferecer aos consumidores uma excelente experiência em ambos os canais. E uma das maneiras de conseguir isso no varejo digital é investindo no mobile commerce.

Outra tendência relacionada ao m-commerce e que tem crescido cada vez mais é o mobile first, ou seja, o desenvolvimento dos sites pensados e projetados, primeiramente, para a versão mobile (tanto para o sistema Android quanto IOS), e, depois, para os desktops. Isto só reforça a importância do mobile commerce para o mercado digital contemporâneo.  

Acredito que não restam dúvidas de que já está mais do que na hora de se adequar ao m-commerce e oferecer uma versão da sua loja destinada para os dispositivos móveis. Não perca mais tempo! Entre em contato conosco! Somos especialistas em performance digital para e-commerce e implantação de lojas virtuais. Vamos, juntos, viabilizar este projeto e possibilitar que o seu e-commerce cresça ainda mais.

Divulgue esse Artigo

Deixe sua resposta