Conheça os tipos de plataforma de e-commerce

12 de ABR, 2019 por Pablo Ribeiro

Quando uma pessoa decide abrir uma loja física, uma das primeiras etapas é encontrar o espaço ideal, de acordo, principalmente, com a localização, estrutura física e orçamento. É muito importante que a escolha seja assertiva, afinal, ela pode definir o futuro do negócio. Numa loja virtual, o procedimento não é muito diferente, mas ao invés de escolher o local para montar a loja propriamente dita, é necessário estabelecer dentre outras coisas, a plataforma de e-commerce que será utilizada para a viabilização do projeto. Pois ela também poderá determinar o rumo da empresa.

Antes de qualquer etapa, é fundamental que você tenha o parceiro certo e devidamente especializado em implantação de e-commerces e saiba como escolher a plataforma ideal. Portanto, vamos apresentar, neste artigo, os tipos de plataforma de e-commerce disponíveis no mercado digital, mostrando os prós e contras de cada um. Ao final da leitura, você será capaz de ter uma visão mais ampla sobre o assunto, fazer uma escolha ainda mais assertiva e começar o seu negócio com pé direito.

Imagem Tipos de plataforma de e-commerce
Conheça os tipos de plataforma de e-commerce e saiba escolher a ideal para a sua loja.

Como escolher a plataforma ideal?

Uma dúvida frequente entre os empreendedores digitais de primeira viagem é como montar uma loja virtual. Além de pensar em soluções de logística, formas de pagamento e marketing, também é necessário se informar muito bem antes de dar um dos passos mais importantes da fase inicial de desenvolvimento de uma loja on-line: a escolha de uma plataforma de e-commerce que atenda às necessidades técnicas do projeto.

A plataforma de e-commerce é o sistema que possibilita criar e gerenciar uma loja virtual, incluindo todas as funções que fazem parte diariamente de um comércio eletrônico. A inclusão de produtos, a administração do estoque, preços e promoções, por exemplo, são ações possibilitadas por este sistema. Portanto, antes de escolher a plataforma ideal, é preciso avaliar, principalmente: capacidade do servidor, funcionalidades, suporte prestado, adaptação para mobile, o custo que pode ser gerado por ela, as integrações disponíveis, a sua segurança, otimização para SEO e escalabilidade – ou seja, se ela permitirá que a loja cresça. 

Além disso, é fundamental que você escolha uma plataforma que evolua de acordo com as novas tendências do mercado digital. O Omnichannel, por exemplo, é uma excelente estratégia para quem tem loja física e virtual. O seu principal objetivo é fazer a integração dos dois tipos de canais de venda de forma complementar. Tática totalmente voltada para o consumidor atual, que transita em todos os canais até a finalização da compra. Pensar numa plataforma que viabilize o Omnichannel é essencial.

Ademais, ter o próprio e-commerce e vender os seus produtos num marketplace, também pode trazer ótimos resultados. Principalmente, para um novo e-commerce que ainda não possui grande visibilidade. Portanto, é muito importante que a sua plataforma faça integração com marketplaces, o que minimiza, consideravelmente, erros de estoque e preço. Isso sem mencionar a facilidade durante as operações.

Tipos de plataforma de e-commerce

Atualmente, no mercado digital, existem 4 tipos de plataforma de e-commerce: Open Source, Proprietária, SaaS e Própria. Mas, é válido dizer que há diversas possibilidades de escolha em cada uma delas. Neste artigo, em específico, vamos nos ater essencialmente aos tipos de plataforma. Confira a seguir:

Plataforma Open Source

O termo Open Source significa Código Aberto e diz respeito a um código-fonte, geralmente, gratuito, que admite grandes possibilidades de personalização. Ele passa por atualizações constantes por algumas empresas que detêm o conhecimento técnico. No caso específico de uma plataforma de e-commerce Open Source, o lojista pode fazer alterações em relação ao layout e às funcionalidades apresentadas, através de plugins.

Realizar a instalação e a customização da plataforma exige conhecimento técnico, portanto, é importante que você tenha ao seu lado um profissional de TI ou uma agência digital especializada. Apesar deste tipo de plataforma não dispor de muitos recursos que necessitam de investimentos, por não serem cobradas taxas nem licenças, ela pode gerar os mesmos custos ou até mais do que outros tipos de plataforma. Principalmente, devido às insuficiências operacionais para a implantação e manutenção dos recursos necessários.

Mas você pode se questionar: E se eu não contratar um profissional devidamente especializado? Simplesmente, será um grande risco para o pleno funcionamento do seu e-commerce e até mesmo para a sua credibilidade, pois poderá deixar sua loja vulnerável a invasões. Outro fator que não pode ser desconsiderado é que a hospedagem fica por conta do próprio lojista, além de não contar com nenhum tipo de manutenção e suporte.

Plataforma Proprietária

No caso de uma Plataforma Proprietária, também estamos falando de um código-fonte. Porém, ao contrário da Open Source, para ser adquirida, é necessário comprar da empresa ou do profissional que desenvolveu o sistema. O pagamento, normalmente, é realizado no ato do contrato e deve ser renovado anualmente. Apesar de ser necessário pagar pelo uso do código-fonte, os custos com hospedagem, personalização e criação de layout ficam a cargo do lojista. Além de não dispensar o auxílio de um profissional especializado na hora da configuração.    

Este tipo de plataforma se adapta à realidade de cada loja dentro do possível, possui alta capacidade de customização – o que pode gerar vantagens competitivas – e apresenta soluções específicas para cada caso. Porém, antes de qualquer personalização ou melhoria desejada, a empresa detentora do código precisa analisar a possibilidade para, depois, aprovar a solicitação do cliente. É importante ressaltar que todo custo gerado pela alteração almejada fica sob responsabilidade do lojista. Além disso, apenas a empresa proprietária do código-fonte possui conhecimento técnico para a manutenção da plataforma, o que pode resultar custos ainda mais altos para a loja.

Plataforma SaaS

Antes de compreender as vantagens e desvantagens da Plataforma SaaS é importante entender o significado do termo. SaaS é a sigla para Software as a Service que, como o próprio nome sugere, é a maneira de oferecer softwares e soluções tecnológicas como serviço, através da internet. A Plataforma SaaS utiliza a computação em nuvem para desenvolver a estrutura das lojas virtuais. Portanto, pode ser acessada em qualquer dispositivo, seja qual for o momento e o lugar. Atualmente, é o modelo mais utilizado pelos lojistas, inclusive por gigantes como Spotify e Netflix.

Na maioria das vezes, ela possui um valor bastante atraente e apresenta tempo reduzido de implantação, uma vez que utiliza o mesmo software para todos os clientes. O pagamento da plataforma é, geralmente, mensal e o lojista conta com manutenção e suporte sem ter um custo a mais. Neste tipo de plataforma, apenas, os desenvolvedores e parceiros podem acessar o seu código. Por conseguinte, é um sistema extremamente seguro, tanto para o lojista quanto para os consumidores.

Além disso, o próprio fornecedor da plataforma é encarregado por administrar as atualizações e os upgrades necessários. Logo, as falhas e os bugs são corrigidos frequentemente, trazendo ainda mais segurança ao lojista. Um dos principais pontos negativos são algumas limitações encontradas na personalização, já que somente o proprietário do software consegue ter acesso ao back end.

Plataforma Própria

No caso da Plataforma Própria, o lojista cria a sua plataforma do zero, com o auxílio de uma equipe de especialistas em TI, podendo desenvolvê-la exatamente como desejar. Apesar desta opção dispensar o custo com a aquisição e mensalidades, de longe é a mais econômica. Afinal, será necessário recrutar profissionais devidamente especializados para a viabilização do projeto, inclusive para a manutenção da plataforma.  

Como você pode perceber, a tarefa de escolher uma plataforma de e-commerce é uma das mais delicadas quando o assunto é implantação de loja virtual. Para isso, tenha ao seu lado os parceiros certos. Desta forma, você poderá ficar tranquilo para focar em todas as outras decisões que vão tornar a sua loja única. Entre em contato conosco! O M3 Squad é formado por especialistas em performance digital para e-commerces e implantação de lojas virtuais. Vamos juntos!

Divulgue esse Artigo

Deixe sua resposta